Facebook
arte-clima-guanhaes

Prefeitura toma providências com estrados causados pelas chuvas

barranco1A Prefeitura de Guanhães está tomando todas as providências necessárias para minimizar os estragos causados pelas intensas chuvas que caíram nos últimos dias e, principalmente, na noite desta quarta-feira, dia 26.

limpeza6Um mutirão de limpeza está sendo feito pelas equipes da Secretaria de Infraestrutura Urbana para retirar a grande quantidade de lama que se acumulou em várias ruas e avenidas da cidade, bem como a limpeza de bueiros. Um caminhão pipa também está sendo usado para lavar essas vias, entre elas a Avenida Alberto Caldeira.

A equipe da Defesa Civil também está de plantão – inclusive durante toda a madrugada - para atender aos chamados dos moradores. Um dos casos mais preocupantes é o desmoronamento de terra de um lote na Avenida Milton Campos, vizinho de moradias da Rua 13 de Maio. A Defesa Civil interditou o local, instalou lonas para minimizar a infiltração da chuva e solicitou que os moradores deixassem suas casas, que estão em risco de desabamento.

Um dos moradores prejudicados é o seu José Roberto. “Não conheço o dobarranco5no desse lote, mas ele nem apareceu para saber se estamos precisando de ajuda”, lamentou o morador, que está realizando a mudança para uma casa de aluguel. O morador acredita que a causa do desmoronamento foi porque o proprietário do lote retirou terra e não construiu o muro de arrimo. De acordo com o secretário de Infraestrutura Urbana, Alysson de Miranda, a Prefeitura já acionou o proprietário do lote e está monitorando o local.

Outro chamado feito à Defesa Civil foi na madrugada desta sexta-feira, dia 27, de um morador do final da Rua Girassóis, bairro Vista Alegre, onde a enxurrada desceu e invadiu sua residência, deixando-o desabrigado. A Defesa Civil arranjou um local para ele se abrigar e já enviou dois funcionários para retirar a lama e entulho que entraram em sua casa.

No início da semana, um desmoronamento de parte de um barranco na saída para Sabinópolis, próximo à entrada do Bairro Madeira, também foi provocado pelas chuvas. O local, felizmente não apresenta riscos, e foi isolado para a retirada posterior da terra que se acumulou na pista.

No Bairro Aod Pereira, vários moradores das margens do Córrego Graipu ficaram desalojadas, pois o rio subiu além do leito e, com isso, o esgoto voltou para a casa desses moradores, causando mau cheiro e prejuízos materiais. Os moradores estão alojados em casas de amigos e parentes e, em breve, a Prefeitura irá enviar providenciar ajuda a esses moradores. No mesmo bairro, próximo a BR 259, a Defesa Civil estima que duas ou mais casas estão sob risco de desabamento, pois houve deslizamento de terra.

Em caso de urgência, ligar para 3421-1501.

 

Veja mais fotos:

barranco1       barranco3