Facebook
arte-clima-guanhaes

Prefeitura firma convênio com IFMG de São João Evangelista para levantamento da arborização urbana

DSC00980.jpgUma arborização adequada é essencial à qualidade de vida em uma cidade como Guanhães. Ciente da necessidade de estabelecer normas e técnicas apropriadas para promover a implantação da arborização no espaço público, prevenindo as distorções causadas pela histórica falta de planejamento, a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Meio Ambiente firmou convênio com a equipe técnica do Instituto Federal de Educação.

O trabalho visa catalogar as espécies adequadas e não adequadas, estabelecer e editar diretrizes relacionadas a projetos e implantação de arborização em vias e áreas livres públicas. “Já foram identificadas diversas espécies inadequadas por serem de grande porte e/ou exóticas a região. A maioria não teve poda de manutenção adequada, além disso, outras espécies encontradas atraem pragas como lagartas e são mais suscetíveis a doenças. Identificamos também espécies que apresentam risco de queda de galhos, geram excesso de desfolhamento, com raízes que invadem as vias e danificam calçadas e passeios públicos”, explica o secretário de Indústria, Comércio e Meio Ambiente, Josiley Tomás.

Estudo está sendo realizado por alunos do último ano do curso de Tecnologia em Silvicultura, Campus São João Evangelista, sob supervisão do Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura e do Departamento de Silvicultura do IFMG. O objetivo não é a supressão ou corte, mas sim, criar um subsídio técnico para a manutenção adequada das árvores urbanas, análise das espécies que apresentam risco a população, além de criação de regras para que novas espécies possam ser plantadas através de um planejamento adequado com o crescimento da cidade. “A falta de planejamento contribuiu para uma série de problemas que estamos enfrentando a frente do Departamento de Meio Ambiente e esses problemas se agravam muito no período de chuva”, conclui Tomás, que destacou ainda: “tudo isso sem perder o foco principal, que é a qualidade de vida e respeito ao meio ambiente”.

 

Foto: Departamento de Meio Ambiente