Facebook
arte-clima-guanhaes

Prefeito recebe representante da mineradora Centaurus

centaurus siteOs impactos socioeconômicos do projeto Jambreiro em São João Evangelista, foram apresentados pelo gerente geral de Meio Ambiente, Saúde e Segurança da Centaurus, Bruno Scarpelli, durante reunião com o prefeito Ladinho e equipe de secretários, na tarde desta quarta-feira, dia 17, na Prefeitura.

Bruno esclareceu que Guanhães terá impactos mais positivos do que negativos durante as fases da obra e operação da mina, em São João Evangelista. “Isso porque Guanhães está mais bem estruturada”, justificou.

centaurus site2De acordo com Scarpelli, de agora até março de 2014, a obra do Projeto Jambreiro terá em média 800 funcionários/mês, podendo chegar a 1200 na fase de pico. A partir de abril de 2014, a previsão é de uma média de 400 funcionários/mês, ao longo da exploração da mina, em São João Evangelista, que deve durar em torno de 10 anos.  “Somente após esse período é que as áreas de minério em Guanhães serão exploradas”, informou.

 Com a atuação da mineradora, Guanhães e região terão como principal benefício a geração de emprego e renda. Segundo Bruno Scarpelli, os pilares de atuação da Centaurus são capacitar a mão-de-obra local, aproveitando-a em seus trabalhos, bem como priorizar a contratação de fornecedores locais. “A Centaurus possui mais de 1200 currículos e uma grande lista de produtos e fornecedores”, citou, reforçando que a Prefeitura de Guanhães pode contribuir para ampliar essa lista, enviando relatórios mais completos de fornecedores que a cidade dispõe.

Questionado sobre questões como saúde, segurança, educação, violência, entre outros, Scarpelli observou que, no caso da saúde, a Centaurus vai dispor de um ambulatório com enfermeiros, médicos e técnicos de enfermagem na proporção do número de funcionários para atender casos de emergência, desafogando os atendimentos em hospitais ou PSFs. Além disso, a empresa oferece plano de saúde a todos os seus trabalhadores. “O cerne da Centaurus é a prevenção e temos meta de acidente zero, segundo padrões australianos”, informou.

centaurus site3Segundo Scarpelli, a Centaurus possui 12 projetos na área social e outros sete projetos nos meios físicos e bióticos, além de três programas: um de educação ambiental, outro de educação patrimonial e o programa de integração com a comunidade, para promover a inserção harmônica dos funcionários provenientes de outras cidades fora da região, assuntos como álcool, drogas, violência, doenças sexualmente transmissíveis, entre outros. Dessa forma, ele acredita que vai minimizar a ocorrência de problemas sociais.

Para garantir que os impactos socioeconômicos sejam minimizados e afetem da menor forma possível a rotina da cidade, a Prefeitura de Guanhães criou uma comissão de secretários para acompanhar cada passo da pesquisa e instalação da Centaurus em Guanhães. Dessa forma, quando a exploração estiver prestes de iniciar no município, a cidade estará mais preparada para receber as demandas, principalmente, nas áreas da saúde e educação.

 

Fotos: LUCIANE GOEBEL/ASCOM PREFEITURA