Facebook
arte-clima-guanhaes

Grupos do CRAS visitam aldeia indígena do Candonga

a indios5Para marcar o Dia do Índio, o CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, com o apoio do IEF – Instituto Estadual de Florestas, promoveu um encontro entre 47 adolescentes e 35 crianças com as cinco famílias da etnia Pataxó que, há quatro anos, vivem na aldeia Candonga, no Parque Estadual Serra da Candonga, em Guanhães. Uma das visitas foi realizada na manhã desta terça-feira, 15, e outra nesta quarta-feira, 16. O objetivo foi proporcionar aos grupos um maior contato com a cultura indígena.

Ao chegarem à aldeia, os grupos foram recepcionados pelo patriarca Marueira, pai do cacique Pathohã. Receberam algumas informações sobre o conjunto arquitetônico do Candonga, patrimônio histórico e cultural do município, onde outrora foi local de exploração de ouro por ingleses. Em seguida, se deslocaram para o centenário jabuticabal, onde conheceram o artesanato e algumas danças dos indígenas.

Todos ficaram encantados com o modo de vida dos pataxós. “Eles vivem na maior simplicidade”, impressionou-se a estudante Flávia Correia, 11 anos. “Eu só tinha visto índios na televisão”, contou Wender do Nascimento, de seis anos. “Eu adorei as danças e as músicas deles”, disse Samuel José, 12 anos. “Os nomes deles são tão diferentes. Muito legal!”, disse Joyceara Ferreira, 12 anos.

Os Pataxó também gostaram da visita e apoiaram a ideia. “Tem gente que castiga o índio, mas também tem gente que apoia”, a-indios2destacou o patriarca Marueira, 71 anos. Mesmo sabendo que o índio tem seus direitos assegurados, ele destaca que ainda é preciso lutar. “Nós somos os legítimos donos das terras desse país. Justiça nenhuma pode tirar o índio da terra”, ressaltou, confiante de que a permanência de seus descendentes na aldeia Candonga também não será afetada. “Eu tenho essa garantia de que ninguém vai nos tirar daqui”.

Brasil Sorridente

Esta semana, uma unidade móvel do programa Brasil Sorridente, com uma equipe da Secretaria Especial de Saúde Indígena composta por um dentista, um auxiliar e um motorista, está na aldeia Candonga para tratar da saúde bucal dos 22 indígenas. A visita é feita mensalmente.

brasil sorridente2 brasil sorridente01    

 

 

Fotos: Luciane Goebel/ASCOM 

 

Veja mais fotos na fan page da Prefeitura de Guanhães no facebook

  

indios pataxó