Facebook
arte-clima-guanhaes

Conferência define ações para a garantia dos direitos de Crianças e adolescentes

conferencia montagemEduardo Júnior Matias, Gabriel Caldeira e Isadora Barbosa estudam na Escola Municipal Pio Nunes Coelho e têm 10 anos de idade.  Eles estavam entre os jovens que participaram da II Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, realizada no dia 24 de abril, e sugeriram ações que visam à garantia dos seus direitos nos próximos 10 anos, em todo o país.

Enquanto eles propuseram ações voltadas para a educação, a estudante Eula Coelho, de 17 anos, aluna da escola Estadual Senador Francisco Nunes, sugeriu ações que promovam a amizade, a comunicação entre a juventude, no momento em que a sociedade passa por uma transformação ocasionada pela era da informação, das novas tecnologias. “A gente se comunica muito através das redes sociais, mas isso é vazio, causa solidão”, compartilhou a estudante.

Realizada pelo CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, com o apoio do Conselho Eficaz, CRAS, Conselho Tutelar, Polícia Militar, entre outras entidades, a conferência reuniu representantes da sociedade civil, entidades governamentais, estudantes e autoridades, na Câmara de Vereadores.

O evento contou com a participação do prefeito Ladinho, da secretária municipal de Assistência Social, Darli Barroso, a presidente do CMDCA, Francisca Marques, a juíza Patrícia Salomão, a presidente da Câmara de Vereadores, Luíza Amélia, o representante da PM, Sargento Antônio Alves, vários secretários, vereadores, entre outras autoridades.

3meninos“Este é um momento de reescrever, redirecionar as políticas para nossas crianças e adolescentes”, destacou Francisca Marques, presidente do CMDCA. Para o Sargento Antônio Alves, a Conferência é um excelente momento para a união de forças em benefício da juventude. “Temos que acreditar em nossas crianças e adolescentes, pois eles não são apenas o futuro, eles são o presente. Temos que dar condições para que eles sejam cidadãos de bem”, frisou o Sargento.

A secretária Darli Barroso frisou que está realizando um diagnóstico da Criança e do Adolescente que vai nortear os trabalhos da Secretaria. Além disso, o Plano Decenal é de grande importância para que sejam elaboradas propostas que fortaleçam as escolas, a família e a sociedade. “A mudança começa agora. Vocês, crianças e adolescentes, são protagonistas do Plano Decenal. Nós acreditamos em vocês”, destacou, observando que muito já foi feito, mas é preciso continuar fazendo cada vez mais.

Após a cerimônia de abertura, crianças montaram um quebra-cabeça com o mapa do Brasil. Cada peça continha as seguintes palavras-chave previstas no ECA: dignidade, comunidade, cultura, esporte, lazer, família, diversão, educação, felicidade e saúde. Em seguida, todos acompanharam uma palestra com o Hudson Roberto Lino, conselheiro estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, com o tema “Política dos e Plano dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes – Fortalecendo os Conselhos dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes”.

1eulaApós a palestra, foi realizada mais uma apresentação cultural e os participantes foram divididos em cinco grupos para discutir os temas dos cinco eixos. Cada grupo elaborou cinco propostas, totalizando 25. Todas foram lidas e 20 serão enviadas para a Conferência Estadual da Criança e do Adolescente. Em seguida, foi realizada a votação para a escolha dos delegados que vão representar Guanhães na Conferência Estadual. 

adoles delegadosa delegados