Facebook
arte-clima-guanhaes

Guanhães 139 anos: Quem não foi, perdeu!

show luan publicoSe quem foi, já está com saudades, quem não foi, perdeu! Foram três noites com atrações de renome nacional para comemorar os 139 anos da cidade, a festa mais esperada do ano, referência na região. “Guanhães tem a alegria de receber a todos nesta grande festa. Um evento com muita segurança e pessoas felizes, principalmente”, destacou o secretário municipal da Cultura e Turismo, Adriano de Oliveira. Além de seguranças terceirizados e da presença da Polícia Militar, o evento contou com duas ambulâncias e uma UTI móvel à disposição.

abertura prefeito

abertura oraçãoabertura jonasNa abertura do evento, o prefeito Ladinho deu as boas-vindas ao público e agradeceu a todos os que trabalharam para o sucesso do evento. Acompanhados de pastores de várias igrejas, o Prefeito e a primeira-dama Darli Barroso, pediram as bênçãos de Deus para a cidade.  A oração foi feita pelo pastor Jefsander Pereira, da Igreja Fogo para as Nações. 

O ritmo sertanejo reinou quase absoluto nas três noites do evento, inclusive no tradicional show gospel. “Minha proposta é levar a palavra de Deus sem perder as raízes sertanejas, tão fortes na cultura mineira e de grande parte do Brasil”, destacou Jonas Vilar, artista gospel nascido no nordeste, mas radicado em São Paulo desde os 14 anos de idade.

abert ginogeno

abert ginogeno2dancando2Em seguida, a dupla “Gino & Geno” mostrou porque cativa fãs de todas as idades ao longo de mais de 40 anos de carreira. Com o estilo sacudido e descontraído, eles cantaram músicas cheias de bom humor e mostraram muita simpatia no palco. Ao som de "Ela Chorou de Amor", "Coração Cigano”, “Mulher que não dá, voa”, entre outras, a área de shows foi transformada em pista de dança.

A segunda noite do evento teve a eclética “Sambart do Brasil”, seguida do cantor e compositor sertanejo universitário Lucas Lucco, que trouxe no repertório sucessos como “11 Vidas”, “'Só Pra Te Fazer Lembrar”, “Princesinha” e “Mozão”.

Fotor01027163433O show de encerramento foi com o sertanejo romântico Luan Santana, para o delírio dos fãs, que se espremiam em frente ao palco para melhor ver o artista. A fila para tentar tirar uma foto com ele também foi concorrida. Maria do Carmo veio de Belo Horizonte (MG) e trouxe a filha Lívia de Queiroz (foto abaixo), que tem paralisia cerebral para ver o cantor. “Ela chora por causa do Luan. Eu, como mãe, tento realizar os sonhos dela e fazê-la se sentir feliz”, disse, satisfeita em ter conseguido tirar uma foto com o artista.

especial

 

Fotos: Luciane Goebel

Confira mais fotos no Face da Prefeitura de Guanhães