Facebook
arte-clima-guanhaes

Mediação Sanitária inicia diagnóstico na saúde da região

mediacao1“Buscamos essa mediação sanitária junto ao Estado e acredito que será a salvação para a região”, destacou o prefeito Ladinho durante a reunião com a equipe da Mediação Sanitária na tarde desta quarta-feira, dia 19. A reunião contou com representantes de 10 cidades vizinhas que utilizam os serviços do Hospital Regional, além de médicos e funcionários do hospital.

A Mediação Sanitária fará um diagnóstico apontando onde estão as falhas e o que precisa ser feito para solucioná-las. Esse diagnóstico deverá estar pronto até março de 2014, segundo o promotor de Justiça, Gilmar de Assis, coordenador da Mediação. Ele ressaltou que, um plano de ação será colocado em prática e caso as medidas não sejam suficientes para reerguer o Hospital Regional, a única saída será a intervenção do Ministério Público.

“É preciso ampliar os serviços do Hospital Regional, para que não seja necessário deslocar pacientes para Governador Valadares ou Belo Horizonte”, destacou o promotor, acrescentando: “Queremos que a região tenha uma maternidade regional estruturada conforme os requisitos técnicos”. Ele elogiou o projeto da Prefeitura de Guanhães de implantar um CTI no Hospital Regional. “É inconcebível não haver uma UTI no Hospital”.

mediacao3O promotor considerou desnecessária a construção de uma UPA 24h e justificou: “A UPA vai concorrer com o pronto-socorro do hospital”. para ele, toda a execução de média e parte da alta complexidade deve ser oferecida pelo Hospital Regional. “Vamos pensar também na hemodiálise e de outros serviços para a região”, visualizou.

Durante a reunião, alguns problemas no Hospital Regional foram apontados, entre eles, o atendimento a poucos municípios, e a baixa taxa de ocupação do hospital. “Em relação à atenção primária, a maioria dos municípios está bem”, apontou o promotor.

Fotos: Luciane Goebel

medicao2