Facebook
arte-clima-guanhaes

O Carnaval em Guanhães

Histórico

Nos anos 80 e início dos anos 90, três escolas de samba elevaram o Carnaval de Guanhães ao posto de 3º maior e melhor de Minas Gerais. Eram elas: a Unidos do Morro, a Unidos do Guarani e a Águias de Ouro. Porém, os desfiles atingiram um nível tão alto, que, infelizmente, a cidade (Prefeitura e iniciativa privada) não conseguiu bancar os custos das fantasias, alegorias, carros e estrutura da festa.

Como consequência, as escolas foram enfraquecendo e o Carnaval morrendo, chegando a nem ser realizado por vários anos. Sem opção para se divertirem no feriado de Carnaval e querendo resgatar a antiga tradição, algumas pessoas se uniram e formaram pequenos blocos, ainda sem estrutura ou instrumentos, e esquentaram a ideia de um novo Carnaval.

De lá para cá, os blocos foram crescendo e hoje Guanhães possui duas Escolas de Samba: a Alô Guanhães e a Vai Quem Qué. A cidade possui, ainda, vários blocos, entre eles, o Blocoloukus, Bole-Bole, Bloco das Virgens, Sussuaranha e Unidos pelo Guarani. Esses grupos são os maiores responsáveis por manterem as pessoas na cidade, pois o Carnaval em Guanhães é considerado um dos melhores da região.

Além de toda essa iniciativa, o Carnaval conta, hoje, com o apoio fundamental da administração municipal. O atual prefeito, Geraldo José Pereira (o Ladinho) que nas suas duas gestões nos 80 e 90 colaborou muito para que Guanhães carregasse a fama de um dos melhores carnavais de Minas, está entusiasmado para trabalhar e incentivar, cada vez mais, todos os envolvidos para que o Carnaval de Guanhães seja novamente uma grande festa, atraindo milhares de foliões e aquecendo a economia da cidade.